TALENTO PRA CRIAR BELEZA E ALEGRIA !!! (não deixe de ver)

Loading...

quinta-feira, maio 30, 2013

Alimento pra vida que vem da morte

Estes grandes vegetarianos : Pitágoras, Platão, Leo Tolstoy, Mahatma Gandhi, Albert Einstein, George Bernard Shaw, Nikola Tesla, Shopenhauer, Thoreau, Leonardo Da Vinci, Voltaire, etc sabiam que não poderia haver progresso espiritual, enquanto  obtivéssemos nutrição através da crueldade e da exploração de outros seres.

George Bernard Shaw:
"Oramos aos domingos para que tenhamos luz para guiar nossos passos no caminho que trilhamos; Estamos fartos de uma guerra que não queremos lutar. E ainda assim nós nos fartamos com os mortos.".

Albert Einstein:
"Nada irá beneficiar tanto a saúde humana e aumentar as chances de sobrevivência da vida na Terra, quanto a evolução para uma dieta vegetariana."

Leonardo da Vinci:
"Eu tenho desde tenra idade abjurado o uso de carne, e virá o tempo em que os homens, como eu vão olhar para o assassinato de animais como eles agora olham para o assassinato dos homens." 
Da Vinci afirmou que comedores de carne estavam usando seus corpos como cemitérios.

Charles Darwin:
"O amor por todas as criaturas vivas é o atributo mais nobre do homem."

Thomas Edison:
"A não-violência leva a mais alta ética, que é o objetivo de toda a evolução. Até pararmos de prejudicar todos os outros seres vivos, seremos ainda selvagens."


Percy Bysshe Shelley:
"Deixe o defensor de alimento animal forçar-se a uma experiência decisiva na sua aptidão e, como Plutarco recomenda, rasgue um cordeiro vivo com seus dentes e, mergulhando a cabeça em suas entranhas sacie sua sede com o sangue fumegante."

Henry David Thoreau (1817-1862), EUA filósofo, escritor, naturalista. Walden, "Economia" (1854):
"Um agricultor me diz:" Você não pode viver apenas com alimentos vegetais, pois eles não fornecem nada para criar ossos; assim, ele religiosamente dedica uma parte do seu dia para abastecer o seu sistema com a matéria-prima dos ossos; Enquanto anda, ele fala pelas costas de seus bois, que tem ossos feitos com vegetais, e empurram ele e seu pesado  arado, apesar de todos os obstáculos. "

Henry David Thoreau:
"Eu não tenho dúvida de que é uma parte do destino da raça humana, em seu aperfeiçoamento gradual, deixar de comer animais, tão certo como as tribos selvagens deixaram de comer uns aos outros quando eles entraram em contato com os mais civilizados ".

Mark Twain:
"É vaidade e impertinência do homem chamar um animal de burro, porque é burro para as estúpidas percepções humanas."

Benjamin Franklin:
"Consumo de carne é" assassinato não provocado ". Sobre o tema do vegetarianismo, Franklin notou que se consegue" um maior progresso, maior clareza da mente e compreensão mais rápida. "

A Thomas Edison, 1847-1931:
"O médico do futuro não dará remédios, mas despertará no seu paciente o cuidado com seu  corpo, a dieta e a causa e prevenção da doença."

Francisco de Assis:
"Não ferir nossos irmãos humildes é o nosso primeiro dever para com eles, mas parar por aí não é o suficiente. Temos uma missão superior que é a de estar serviço deles sempre que necessário."

Mohandas (Mahatma) Gandhi:
"Para mim a vida de um cordeiro não é menos preciosa do que a de um ser humano. Afirmo que, quanto mais mais indefesa é uma criatura, mais direito tem à proteção pelo homem da crueldade do homem."

Abraham Lincoln:
"Eu sou a favor dos direitos dos animais, bem como dos direitos humanos. Esse é o caminho de todo ser humano."

Thomas Paine:
"Toda perseguição e vingança entre homem e homem, e toda de crueldade aos animais, é uma violação do dever moral."

Henry Sal:
"O livramento dos homens da crueldade e da injustiça trará com ele no devido tempo a emancipação dos animais também. As duas reformas estão inseparavelmente ligados, e não podem ser plenamente realizados sozinhas."

Albert Schweitzer:
"... O tempo está chegando quando as pessoas vão se surpreender em como a raça humana existiu por tanto tempo. antes que ele reconhecer que o dano impensada à uma vida, é incompatível com a verdadeira ética. Ética é, em sua forma ampla. responsabilidade estendida a tudo o que tem vida."

George Bernard Shaw:
"A vivissecção é um mal social, porque se ele avança o conhecimento humano, fá-lo à custa do caráter humano."

Leo Tolstoy:
"Se o homem aspira a uma vida correta, seu primeiro ato de abstinência é o de ferir os animais."

Alice Walker:
"Existem os animais do mundo por suas próprias razões. Eles não foram feitos para os seres humanos mais do que os negros foram feitos para brancos ou mulheres criadas para os homens."

Presidente Abraham Lincoln:
"Eu não ligo para uma religião que não melhorem as condições dos animais."

Pitágoras:
"Os animais compartilham conosco o privilégio de ter uma alma."

Pitágoras:
"A terra proporciona um suprimento abundante de riquezas de alimentos inocentes e oferece banquetes que não envolvem derramamento de sangue ou matança; apenas bestas satisfazem sua fome com a carne, e nem mesmo todos eles, porque os cavalos, bovinos e ovinos vivem de grama. "

George Bernard Shaw:
"Um homem de minha intensidade espiritual não come cadáveres."

George Bernard Shaw:
"Todas as grandes verdades começam como blasfêmias."

George Bernard Shaw:
"Os animais são meus amigos, eu não como meus amigos."

John Robbins (p. 49 Dieta para uma nova América):
"Nossa compreensão do que constitui a inteligência é absolutamente relativa. Se um aborígine elaborasse um teste de QI, por exemplo, toda a civilização ocidental, provavelmente seria reprovada. Temos uma maneira muito conveniente e egoísta de definição de inteligência. Se um animal faz algo, chamamos isso de instinto. Se fizermos a mesma coisa, pelo mesmo motivo, nós chamamos de inteligência. "

Mohandas (Mahatma) Gandhi:
"Para mim a vida de um cordeiro não é menos preciosa do que a de um ser humano. Afirmo que, quanto  mais indefesa é a criatura, mais direito tem à proteção pelo homem da crueldade do homem."

"Fui um canibal por vinte e cinco anos. Depois eu me tornei vegetariano." ~ George Bernard Shaw

Além de seus escritos sobre a não-violência, a defesa do vegetarianismo de Leo Tolstoy o levou à sua amizade com Mohandas Gandhi. Ele escreveu vários ensaios sobre o vegetarianismo, mas talvez nunca tão convincente do que quando ele disse: "Comer carne é simplesmente imoral, já que envolve a realização de um ato, o que é contrário ao sentimento moral. Matar"

Nikola Tesla era um humanitário que amava os animais. Ele argumentou que o abate de animais era "arbitrário e cruel" e, eventualmente, tornou-se um vegetariano.

Voltaire foi um defensor dos direitos civis e da liberdade. Ele também acreditava nas virtudes do vegetarianismo. Ele escreveu uma vez que "os homens que se alimentam de carnificina, e bebem bebidas fortes, têm todos um sangue envenenado e árido que os torna  loucos de cem maneiras diferentes". Isso soa como um precursor da frase "você é o que você come".







segunda-feira, maio 27, 2013

sábado, maio 18, 2013

Hunter of hearts (caçador de corações)

HUNTER "PATCH" ADAMS :

"Se não mudarmos de uma sociedade que venera dinheiro e poder para uma que venere compaixão e generosidade, não haverá esperança para a sobrevivência do ser humano neste século.

"No nosso hospital, exigimos que o pessoal seja alegre, gozado, carinhoso, cooperativo, criativo e atencioso.

"nunca penso na diferença entre levar humor para uma criança moribunda e ser cordial com um homem de negócios no elevador.

"desde o momento em que acorda com a família, a caminho do trabalho, no metrô, em… onde quer que esteja, você pode escolher ser um cidadão que traz alegria para a sociedade.

E há pessoas com fome! E algumas pessoas vão à igreja: "Sim, Jesus Cristo!" [erguendo e descendo os braços em sinal de adoração]. Quanta bobagem! Estamos todos dentro de uma cesta de mentiras"

" O que nos faz calar? Você vê o chefe dar um beliscão na secretária e disfarça. Você morre naquela hora. No instante em que cala por medo de perder o cargo, você morre. Uma parte de você, uma parte de ser humano morre. "

"Você nem imaginaria examinar um paciente sem antes fazer massagem nos pés dele. Só isso. A questão é que existem milhões de gestos. E se, para poder entrar numa ala de um hospital... se você não pudesse entrar a não ser cantando? Você teria de estar cantando para entrar: “Zip-a-dee-doo-dah, zip-a-dee-ay, que dia maravilhoso!”

 "Se pensa que beleza é ter 20 anos com formas específicas, então, a empresa farmacêutica e a empresa de cosméticos vão ganhar milhões de bilhões de dólares com o seu não pensar no que a beleza é. Então, ninguém na minha idade é bonito. Temos rugas, sei lá. Injeções de botox… Na verdade, não chegamos à qualidade de vida, não é? A TV define a qualidade de vida para as pessoas."

"O que acontece quando tem convidados e serve o jantar? Come antes de ver que todos tenham comida? Nunca! Homem come.Nem recebemos educação. A maioria dos homens nem pensa. Vai jantar, vai direto ao prato. Não esperam: “Quero ver todos servidos antes de me servir. A mulher é a última a se servir."




quinta-feira, maio 16, 2013

GERSHWIN


Porgy and Bess é uma ópera de George Gershwin que estreou em 1935 com um elenco de cantores negros,  algo muito ousado para época. Houve várias polêmicas sobre esta obra. Só em 1976 foi aceita oficialmente
como ópera e encenada no Metropolitan Opera House de Nova York.

Tem canções muito conhecidas como Summertime, que ficou famosa mundialmente na interpretação de Janis Joplin, mas há outras deliciosas como : "It ain't necessarily so", "Bess, you is my woman now", "I love you Porgy" e "I got plenty o' nuttin".

Aqui, um dueto pra mim inesquecível com Louis Armstrong e Ella Fitzgerald




sábado, maio 04, 2013

O preço

“A mim a imagem dos meus pecados me comove muito mais que essa imagem do Cristo crucificado. Diante dessa imagem do Cristo crucificado, sou levado a ensoberbecer-me por ver o preço pelo qual Deus me comprou; diante da imagem dos meus pecados é que eu me apequeno por ver o preço pelo qual eu me vendi. Por ver que Deus me compra com todo o seu sangue, eu sou levado a pensar que eu sou muito, que eu valho muito. Mas quando noto que eu me vendo pelos nadas do mundo, aí eu vejo que sou nada. Eu valho nada”.

Padre Antônio Vieira, filósofo, escritor e orador. Religioso da Companhia de Jesus. Uma das mais influentes personagens do século XVII em termos de política e oratória, destacou-se como missionário em terras brasileiras. Nesta qualidade, defendeu infatigavelmente os direitos dos povos indígenas combatendo a sua exploração e escravização e fazendo a sua evangelização. Era por eles chamado de "Paiaçu" (Grande Padre/Pai, em tupi). António Vieira defendeu também os judeus, a abolição da distinção entre cristão-novos (judeus convertidos, perseguidos à época pela Inquisição) e cristãos-velhos (os católicos tradicionais), e a abolição da escravatura. Criticou ainda severamente os sacerdotes da sua época e a própria Inquisição.Morre na Bahia a 18 de julho de 1697, com 89 anos. Deixou uma obra complexa. As universidades frequentemente exigem sua leitura.