TALENTO PRA CRIAR BELEZA E ALEGRIA !!! (não deixe de ver)

Loading...
Mostrando postagens com marcador video. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador video. Mostrar todas as postagens

sábado, abril 22, 2017

PODER

                                        ABRAÇO ❤


Um abraço já faz bem e foi comprovado que o ideal era dar ou receber 8 abraços por dia para uma série de benefícios à saúde. Mas o melhor benefício creio eu, é o que faz a alma. Pois quem se entrega com este carinho gosta de dar amor ou precisa recebê-lo.




crianças abraçando 😊

sábado, agosto 24, 2013

QUEM SABE ?

Este filme de Coline Serreau, eu assisti há muitos anos e foi uma gratíssima surpresa.
 É sensacional !
Com o nome em português (inadequado a meu ver), de "Turista Espacial", ele fala de habitantes de outro planeta onde reina a harmonia, união e solidariedade, que viajam a outros mundos pra observar, aprender e ensinar. Eles vêm à terra e aqui se deparam com tudo o que já sabemos de negativo, mas também pessoas e lugares bonitos. Além disso eles tem um poder muito interessante... É uma comédia leve e as sacadas da diretora e atriz principal do filme, são ótimas.

ASSISTAM !  ESTOU CERTA DE QUE VÃO GOSTAR. Abaixo o filme completo.


segunda-feira, maio 27, 2013

quinta-feira, maio 16, 2013

GERSHWIN


Porgy and Bess é uma ópera de George Gershwin que estreou em 1935 com um elenco de cantores negros,  algo muito ousado para época. Houve várias polêmicas sobre esta obra. Só em 1976 foi aceita oficialmente
como ópera e encenada no Metropolitan Opera House de Nova York.

Tem canções muito conhecidas como Summertime, que ficou famosa mundialmente na interpretação de Janis Joplin, mas há outras deliciosas como : "It ain't necessarily so", "Bess, you is my woman now", "I love you Porgy" e "I got plenty o' nuttin".

Aqui, um dueto pra mim inesquecível com Louis Armstrong e Ella Fitzgerald




terça-feira, fevereiro 19, 2013

Babooshka

Grande sucesso nos anos 80 essa música fala de uma mulher que para testar o marido, começa a enviar cartas perfumadas pra ele. E ele fica encantado com essa mulher que lembra a sua atual "antes das lágrimas e antes de ela se tornar fria com ele", por fim ela marca um encontro e ele vai, e ao vê-la não a reconhece mas sente que já a conhece pois lembra sua mulher como era antes, e se declara apaixonado por ela.

She wanted to test her husband.
She knew exactly what to do:
A pseudonym, to fool him.
She couldn't have made a worse move.

She sent him scented letters,
And he received them with a strange delight.
Just like his wife
But how she was before the tears,
And how she was before the years flew by,
And how she was when she was beautiful.
She signed the letter

"All yours,
Babooshka, Babooshka, Babooshka-ya-ya!
All yours,
Babooshka, Babooshka, Babooshka-ya-ya!"

She wanted to take it further,
So she arranged a place to go,
To see if he
Would fall for her incognito.
And when he laid eyes on her,
He got the feeling they had met before.
Uncanny how she
Reminds him of his little lady,
Capacity to give him all he needs,
Just like his wife before she freezed on him,
Just like his wife when she was beautiful.
He shouted out, "I'm

All yours,
Babooshka, Babooshka, Babooshka-ya-ya!
All yours,
Babooshka, Babooshka, Babooshka-ya-ya!
All yours,
Babooshka, Babooshka, Babooshka-ya-ya!"

segunda-feira, fevereiro 04, 2013

terça-feira, novembro 08, 2011

Mr. Coppola

Adoro Fred Astaire. Gosto de musicais americanos e alguns franceses também. Mas Fred é algo especial. Frequentemente coloco no twitter vídeos de trechos de seus filmes. Elegante, refinado, talentosíssimo, discreto, gentil, provavelmente obsessivo com a perfeição, estas características pulavam das telas a cada trabalho.
















Francis Ford Coppola dirigiu, na minha opinião, um dos melhores filmes de todos os tempos: O poderoso chefão. Ele faz uma previsão em 1991 a respeito do surgimento do you tube, neste vídeo acima.

Mas eu gostaria é de falar de Francis e Fred. O "Caminho do arco-íris" (Finian's Rainbow) era um musical da Broadway de 1947, que foi levado às telas em 1968. O papel de Finin McLonergan foi inicialmente oferecido à Dick Van Dyke (outro maravilhoso), mas devido a problemas de financiamento o filme foi adiado e Dick ficou fora do projeto. Fred Astaire então com 69 anos, tinha feito seu último filme há 11 anos,  Meias de Seda (Silk Stockings, recomendadíssimo). aceitou o papel, que foi aumentado em participação devido à importância do ator.

Dizem que o poderoso Jack Warner, produtor do filme, não queria Coppola, jovem e com aspecto de hippie para dirigi-lo e não deu muita importância ao filme. Coppola fez filmagem em estúdio e em Napa Valley e houve diferenças sensíveis entre as duas locações, o que ficou estranho na tela.

Mas veja neste vídeo abaixo, uma deliciosa explanação de Francis (aliás gostei dele cantando... a "minha música" rsrs) sobre a produção do filme, com algumas cenas de bastidores com os atores principais, o respeito e admiração dele por Fred Astaire e também um bilhete de Jack Warner. Muito bom !!!

video



Não, não é um grande filme, nem jamais será colocado em qualquer lista dos melhores, mas há ali, algumas pedras preciosíssimas que brilham tanto que encobrem qualquer outra falha. Fred Astaire em seu último trabalho dançando em um filme, maravilhoso como sempre. Petula Clark uma cantora pop (na época com vários hits) e que canta maravilhosamente bem alguns dos lindos temas do filme. A deslumbrante trilha de Harburg (que letrista!) e Lane, e algumas performances memoráveis do elenco de apoio, como All Freeman Jr. (numa cena engraçadíssima carregando uma bandeja), além de uma mistura inusitada de folclore irlandês com preconceito racial, que acabou numa idéia que considerei genial que acontece no filme.

Mas não vou contar nada aqui. Quem gosta de musicais, vai apreciar este, mesmo com seus defeitos. Vale muito a pena. Duas, das músicas do filme estão entre as mais belas já escritas segundo muitos críticos. Pra mim são três. O que é estupendo.

Pra mim a mais bela, meu tema de vida e que me faz feliz só de ouvir (o que fará vê-la dançada), é
 LOOK TO THE RAINBOW que aparece no início deste vídeo
Aqui a abertura do filme e alguns dos outros temas:

video

quarta-feira, julho 27, 2011

I am I, Don Quixote, the Lord of La Mancha

Atualizado... Peter O'toole morreu hoje 15 de Dezembro de 2013 
Que descanse em paz. Um grande, grande ator.

   Não adianta...este filme de 1972, baseado na obra imortal de Miguel de Cervantes, me leva às lágrimas (até soluços), TODAS  as vezes a que assisto. não importa quantos minutos ou anos tenham se passado desde a última vez que vi.
   Não importa que tenha lido o livro na juventude, que tenha assistido a bela montagem que inaugurou o Teatro Adolpho Bloch em 1973 (com suas poltronas vermelhas), com Paulo Autran, Bibi Ferreira e Grande Otelo, já pensou ? e que tenha havido uma bela versão da música título de Mitch Leigh e letra de Joe Darion, feita para a peça, por Chico Buarque. 

    Apesar de haver quem ache a versão, melhor que a original, não é  meu caso. Acho a letra original imbatível : "To reach the unnreachable star", pra mim, é muito mais TUDO do que "pisar o inaccesível chão" e idem o resto da letra. Questão de gosto ou na época, me lembro bem, de ideologia.  

    Mas o importante é que o belíssimo Peter O'toole (claro, aqui maquiado) dublado nas músicas por Simon Gilbert, e a não menos bela Sophia Loren e James  Coco com direção de Arthur Hiller, fizeram deste, um dos momentos inesquecíveis do  cinema. Para quem não viu, está recomendadíssimo!                                                                                                



To dream the impossible dream
To fight the unbeatable foe
To bear with unbearable sorrow
To run where the brave dare not go

To right the unrightable wrong
To be better afar than you are
To try when your arms are too weary
The reach the unreachable star

This is my quest, to follow that star
No matter how hopeless,
No matter how far
To fight for the right
Without question or pause
To be willing to march into hell
For a heavenly cause

And I know if I'll only be true
To this glorious quest
That my heart will lie peaceful and calm
When I'm laid to my rest

And the world would be better for this
That one man scorned and covered with scars
Still strove with his last ounce of courage
To reach the unreachable star




O Sonho Impossível
Sonhar o sonho impossível
Combater o inimigo imbatível
Suportar uma dor insuportável
Ir aonde os corajosos não se atrevem ir

Corrigir o erro incorrigível
Ser muito melhor do que se é
Tentar com os braços exaustos
Alcançar a estrela inalcançável

Esta é minha busca, seguir aquela estrela
Não importa quão sem esperança
Não importa quão distante
Lutar pelos direitos
Sem perguntar ou descansar
Estar disposto a marchar para o inferno
Por uma causa divina

Sei que somente sendo sincero
Nesta gloriosa busca
Que meu coração ficará em paz e calmo
Quando eu me deitar no descanso final

E o mundo seria melhor por isto
Que um homem desprezado e coberto de cicatrizes
Ainda luta com o que resta de sua coragem
Para alcançar a estrela inalcançável