TALENTO PRA CRIAR BELEZA E ALEGRIA !!! (não deixe de ver)

Loading...

terça-feira, maio 30, 2006

TEMPO DA VINDA


"Quando homens pequenos lançam grandes sombras, é porque a noite está chegando."

frase do dramaturgo inglês do século XVII Nathaniel Lee

domingo, maio 21, 2006

Pau-brasil ...





Num Posto da Ipiranga, às margens plácidas,
De um Volvo heróico Brahma retumbante
Skol da liberdade em Rider fúlgido
Brilhou no Shell da Pátria nesse instante
Se o Knorr dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço Ford
Em teu Seiko, ó liberdade
Desafio nosso peito à Microsoft
Ó Parmalat, Mastercard, Sharp, Sharp
Amil um sonho intenso, um rádio Philips
De amor e Lufthansa à terra desce
Intel formoso céu risonho Olympikus
A imagem do Bradesco resplandesce
Gillete pela própria natureza
És belo Escort impávido colosso
E o teu futuro espelha essa Grendene Cerpa gelada!
Entre outras mil és Suvinil, Compaq amada.
Do Philco deste Sollo és mãe Doril Coca Cola, Bombril!

versão do Hino Nacional feita pela "Cia de Comédia Os Melhores do Mundo" (2001)

terça-feira, maio 16, 2006

Últimos


"Nota bem o seguinte: nos últimos dias haverá um período difícil.
Os homens se tornarão egoístas, avarentos, fanfarrões, soberbos, rebeldes aos pais, ingratos, malvados, desalmados, desleais, caluniadores, devassos, cruéis, inimigos dos bons, traidores, insolentes, cegos de orgulho, amigos dos prazeres e não de Deus, ostentarão a aparência de piedade, mas desdenharão a realidade.

Dessa gente, afasta-te!" (2 Tm, 1-5)

domingo, maio 07, 2006

Camões





"Tu, que descanso buscas com cuidado,
no mar desta vida, tempestuoso,
não esperes achar nenhum repouso,
senão em Cristo Jesus crucificado "

Fora!!!!!






Origem da palavra: droga vem da palavra droog ( holandês antigo) que significa folha seca. Isto porque, antigamente, a maioria dos medicamentos era à base de vegetais.

Droga: qualquer substância que é capaz de modificar a função dos organismos vivos, resultando em mudanças fisiológicas ou de comportamento.

Psicotrópico:
-Psico - palavra grega que significa psiquismo (o que sentimos, fazemos, pensamos).
-Trópico - relaciona-se com tropismo (ter atração por).
-Psicotrópico- atração pelo psiquismo.
-Droga psicotrópica: é aquela que atua sobre o cérebro, alterando de alguma forma o psiquismo.
Medicamento ou fármaco: é a droga que atuando em organismos vivos, provoca efeitos benéficos ou úteis.
Tóxico: é a droga que administrada em organismos vivos produz efeitos nocivos.

fonte: UNIFESP
-------------------------------------------------------------------------------------------------
Bem, será que as drogas conhecidas, das mais leves até as mais pesadas produzem efeitos nocivos? Ou será que só as mais pesadas produzem tais efeitos?

Vejamos. Qualquer que seja a droga ela:

1) se aproveita da baixa auto-estima das pessoas (sim todos os usuários por mais que gritem, riam e pareçam se divertir muito, se sentem mal, infelizes, incompletos, sem a droga e ela mesmo que seja pouco viciante, se torna um hábito diário), principalmente jovens sem rumo, insatisfeitos e revoltados, mas também adultos alcoolizados, frustrado, cheios de remorsos, abandonados, magoados e querendo esquecer...

2) entorpece a criatura (daí seu outro nome:entorpecente). As pessoas se tornam fúteis, moles, egoístas,vazias, despreparadas, preguiçosas (exceto pra arrumar e usar a droga), enfim chatérrimas ou no caso das estimulantes, tão "estimuladas" que não olham onde pisam (ficam na chamada "egotrip") e pisam em muitos, principalmnte em si mesmos e por fim:

3) a escraviza, enquanto vai roubando sua saúde. As pobres pessoas viciadas, acham que estão usando a droga, mas estão é sendo usadas por ela. Viram "coisas", números para enriquecer traficantes (enquanto elas mesmas vão empobrecendo em todos os sentidos), perdem anos de sua vida e pior do que isso: perdem anos futuros, de saúde, coisa que nao pensam quando usam a droga na juventude. Ficam com a pele feia, mal-cheirosas, se descuidam da saúde e higiene, não ligam pra educação, esquecem pessoas próximas, ou que não fazem isso; dão mais atenção àquelas com quem podem usar a droga e que não vão questionar o seu uso; largam projetos, esquecem metas, descumprem promessas.
Enfim, vivem como um papel ao vento. E ISTO ESTÁ se alastrando como uma peste pela sociedade e acaba se tornando algo normal ( sem contar os "ídolos" que usam drogam e fazem apologia, na verdade egoísticamente, sem preocupação com as consequências, afinal têm que justificar o que fazem não? irc que lixo!), quando deveria ser visto cada vez mais como coisa antinatural, nociva, perversa, algo feito pra perder mentes e corações fracos ou doentes. Sim, porque se existe a possibilidade de se tornar dependente de algo por um problema genético, por exemplo, e as consequências podem ser as que se vê por aí: NÃO deveríamos nos arriscar !!!
Ah, mas quem não arrisca não petisca! diz o ditado. Mas neste caso o petisco é veneno, e TODOS foram avisados disto !!!! Rita Lee disse na sua "ovelha negra":
- Baby, baby! Não adianta chamar, quando alguém está perdido, procurando se encontrar." Pode ser, mas mesmo que não adiante, temos que tentar!!

É o mesmo que botar a mão no fogo e deixar queimar ! Mesmo as mais inofensivas provocam danos, à vontade da pessoa, à sua saúde, aparência e muito mais; e vamos combinar que estamos fartos daquilo que nos prejudica, precisamos sim, daquilo que nos eleva.

Mas sempre há tempo pra retomar o caminho, ou descobrir esse caminho (quando não se tem nenhum), adquirir ou redescobrir o prazer de ser capaz de se sentir bem sem precisar tomar nada. Saber se divertir usando sua própria mente e recursos (que são infinitos) ou então (quem não os tem) criá-los através do conhecimento de si mesmo e do mundo.
É MUITO TRISTE VER PESSOAS PARECENDO FANTASMAS DO QUE FORAM ou RESTOS DO QUE PODERIAM SER e saber que nada vai mudar se elas continuarem como escravas, dependendentes, viciadas e sem vontade própria. O prazer que estas coisas proporcionam pode ser bom, mas o preço é muito maior do que o dinheiro que se paga por elas.

Deprimente



Pete Doherty injeta heroína em fã, mostra o The Sun
[Abril 2006]

A Scotland Yard confirmou nesta sexta-feira que oficiais do Diretório de Especialistas Criminais estão investigando as alegações de uso de drogas feitas pelo jornal The Sun nesta sexta-feira. Os detetives começaram a investigar depois de verem a imagem do vocalista da banda Babyshambles segurando uma seringa ao lado de uma garota que está deitada no chão, aparentemente inconsciente. A fotografia foi tirada na casa do cantor em Hackney, no leste de Londres, em período que compreende as últimas cinco semanas. Outra imagem mostra Doherty introduzindo uma agulha em seu antebraço e sendo ajudado por uma mulher que improvisa um torniquete com as mãos. O roqueiro está sob condicional depois de ter admitido sete acusações de posse de drogas. Ele foi mandado para um programa de reabilitação de 18 semanas e sua carteira de motorista foi suspensa por seis meses.

Ídolo ???!!!!!

Jornal "O Globo" de domingo.Rio, 30 de abril de 2006

"Eu fiquei feito bicho. Meu músculo facial afundou, eu tremia"
X.

“Comecei nas drogas com um inocente cigarro de maconha, aos 12 anos. Dois anos depois estava na cocaína, oferecida pelos amigos em festas. Acho que todo mundo começa assim. Conheci o crack há pouco tempo, mas o suficiente para acabar com a minha vida. Fumei primeiro um cigarro de maconha com a pedra do crack e depois já estava no cachimbo e na latinha. Sempre tive uma família presente, mas mesmo assim fui para o fundo do poço. Eu mudei de personalidade, fiquei sem caráter. Para passar na escola, comprava gabaritos de provas. Não passava por mérito. Para sustentar meu vício, furtava as coisas de casa e fui vender drogas. Tenho um ex-parceiro que começou a fumar crack para emagrecer. Hoje ele está mal. Eu fiquei feito bicho. Meu músculo facial afundou, eu tremia, não me concentrava para nada. Usei cocaína durante quatro anos.. Até que um dia saí pela rua todo sujo, descalço, totalmente perdido. Não sabia nem meu endereço. Meu celular tocou. Era meu pai. Felizmente eu reconheci a voz e disse: pai chegou a hora. Meus pais decidiram me internar”.
X., de 18 anos, estudante


Sem comentários...